Porto Alegre, 14 de Dezembro de 2017

A esperança em frágeis barcos!

A esperança supera o medo.


A esperança é a crença em uma possibilidade de um resultado positivo ou de algo possível, mesmo que tenha indicações contrárias. Este estado da alma é atribuído à fé, tornando da esperança, uma das maiores forças humanas.
É, portanto, necessário dizer, que a esperança trás consigo uma bagagem de medo, de receio ou insegurança de decisões ou de alguma coisa. E se você tivesse que responder se vale a pena a ousadia de tomar a decisão e arriscar a vida em nome da esperança!? Neste sentido, recordo as muitas vezes que movidos pela fé e pela missão, Jesus e os discípulos aventuram-se mar adentro em pequenos e frágeis barcos e na esperança viva e corajosa, enfrentam os perigos na busca de um novo lugar ou espaço de descanso, anuncio ou oração.
“E aconteceu que, em um daqueles dias, ao entrar no barco, pediu Jesus aos seus discípulos: Passemos para a outra margem do lago, e partiram” Lc. 8, 22.
“Assim que Jesus ouviu essas coisas, retirou-se de barco, em particular, para um lugar deserto” Mt 14, 13.
Então convidou-lhes Jesus: “Vinde somente vós comigo, para um lugar deserto, e descansai um pouco” Mc 6, 31.
 No entanto, aqueles que conheceram Jesus, viram ou ouviram-No falar, ao saberem onde esta, imediatamente partem ao seu encontro na busca de uma palavra de conforto, de fé e esperança.
“As multidões, entretanto, ao saberem disso, saíram correndo de todas as cidades, e chegaram lá antes deles”. Mc 6, 33.
Somos movidos por uma força interior imensurável e inexplicável ao mesmo tempo, que nos faz assumir riscos até mesmo da própria vida, na esperança de um mundo melhor, de dignidade e paz. Sendo assim, apesar de todas tecnologias e conquistas da humanidade, ainda há muitos que lançam-se mar adentro em precários e superlotados barcos, enfrentando os perigos da passagem, mas encorajados e movidos pela espera de que na outra margem há um lugar de acolhida, de moradia e paz.
A partir disso, inicia-se uma nova caminhada, na busca da vitória da liberdade e da vida.  Um risco que vale a pena! Uma esperança que supera o medo. “Não deixem que vos roubem a esperança!”, já nos ensina papa Francisco, de forma humana e sábia.
Deus acompanhe, abençoe e proteja a todos!