Porto Alegre, 19 de Outubro de 2018

Francisco despede-se da América-Latina em encontro com jovens e volta a pedir que façam barulho

Em seu último compromisso oficial de sua viagem à América-latina, Francisco encontrou-se na Costanera, em Assunção, com 200 mil jovens do Paraguai, Brasil, Argentina e Uruguai. Em um verdadeiro clima de Jornada Mundial da Juventude (JMJ), o papa confiou aos jovens a Cruz Peregrina do Paraguai.

O papa recordou a exortação dirigida aos jovens há dois anos, quando reunidos na Catedral do Rio de Janeiro por ocasião da JMJ. “Jovens, façam barulho! Na outra vez que havia pedido a vocês para fazerem barulho, um sacerdote me falou: ‘Você disse aos jovens para fazer barulho, mas depois as consequências somos nós que devemos suportar’. Assim vos digo hoje: façam barulho e o organizem bem…”, pediu.

Ao recordar a bem-aventurança “Felizes os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos céus” o pontífice exortou os jovens a irem ao encontro do resto do mundo. “É este o plano de Jesus para nós, andar contra a corrente”, disse.

A pedido do papa, os jovens repetiram em coro algumas palavras, como “solidariedade, liberdade de coração, esperança, trabalho, esforço, serviço, conhecer Jesus e Deus é fortaleza”.

Despedida

Por volta das 19h Francisco partiu rumo à Itália, encerrando assim a maior viagem de seu pontificado e a segunda à América-latina. Após passar por Equador, Bolívia e Paraguai, o papa despediu-se do continente, deixando para trás suas mensagens de atenção com os pobres e excluídos, além das orientações sobre o cuidado com o meio ambiente.

Antes de embarcar, Francisco presenciou a apresentação de um coral de jovens índios e de um grupo de danças.