Porto Alegre, 19 de Outubro de 2018

"Os consagrados são chamados à radicalização da santidade", diz frei Antônio

Com estas palavras o franciscano da Ordem dos Frades Menores Conventuais, frei Antônio Corniatti deu início ao tema ‘Vida Consagrada, compromisso vital e irrevogável” que perpassa o encontro de Formação Permanente das Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeo - Scalabrinianas, que teve início em Jundiaí, na tarde deste sábado, 4.

Corniatti fez referência ao capítulo 6 da Lumem Gentium que trata da Vida Consagrada como expressão viva da santidade. “Santidade significa adquirir qualidade, sancionar. Jesus era santo por ser presença viva do Pai”. Os Religiosos, afirma, “tem de ser memória viva do Reino dos Céus para o povo de Deus, isto é,  ser profissionais do divino para cada batizado/a. Nisto está a grande profecia da Vida Religiosa Consagrada. E o povo de Deus deverá ser o mesmo, presença de participação do mistério da Santíssima Trindade”.

De acordo com Corniatti a Vida Consagrada como compromisso vital e irrevogável é expressa na formula dos votos que  faz do consagrado/a participante da natureza divina. “Na medida em que o consagrado obedece a fórmula, isto é, se dispõe a receber o vigor nela condensado, o próprio vigor o transforma nele, ou seja ‘eu e o Pai somos um no modo de pensar, sentir e agir”, disse.

Protagonistas da Evangelização e de uma Igreja em saída

Em sua mensagem de abertura do encontro, a Superiora Provincial da Província Nossa Senhora Aparecida, Irmã Sandra Maria Pinheiro, animou as Irmãs, convidando-as a ser protagonistas da Evangelização e de uma Igreja em saída, parafraseando o Papa Francisco. “Ele nos convoca a ser  uma Congregação e Comunidades com as portas abertas, uma mãe de coração bondoso e generoso, que vai em direção aos outros para chegar às periferias humanas, diminuindo os nossos ritmos acelerados, para olhar nos olhos, escutar e acompanhar a quem está caído à beira do caminho (EG 46)”.

Segundo Irmã Sandra, ser uma Igreja em saída exige prudência e audácia, coragem e ousadia necessárias nas realidades onde cada Irmã está inserida em missão. E enfatizou os sete imperativos categóricos apontados pelo Papa Francisco: “Não deixemos que roubem nosso entusiasmo missionário!” (EG 80); “Não deixemos que nos roubem a alegria da evangelização!” (EG 83); “Não deixemos que nos roubem a esperança!” (EG 86); “Não deixemos que nos roubem a comunidade!” (EG 92); “Não deixemos que nos roubem o Evangelho!” (EG 97); “Não deixemos que nos roubem o ideal do amor fraterno!” (EG 101); “Não deixemos que nos roubem a força missionária!” (EG 109).

Religiosas celebram bodas 

As participantes do encontro de formação permanente tiveram a oportunidade de participar na manhã do sábado,4, da celebração das bodas das Irmãs Luzia Valentini, Berenice Lupo (60 anos) Maria Vígolo, Irmã Eli Ana Rui e Irmã Eli Morandi (50 anos) e Irmã Irene Gimenez Reinoso (25 anos).

O Encontro de Formação Permanente continua até próximo dia 07.