Porto Alegre, 19 de Abril de 2018

Arcebispo de Curitiba toma posse


O arcebispo de Curitiba (PR), dom José Antônio Peruzzo, tomou posse oficialmente durante missa celebrada no dia 19, solenidade de São José Esposo de Maria. Cerca de 5 mil pessoas acompanharam a celebração na Catedral Basílica Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, em Curitiba. O arcebispo de São Paulo (SP) e presidente do regional Sul 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cardeal Odilo Pedro Scherer, presidiu o início da cerimônia.

O bispo auxiliar de Curitiba, dom Rafael Biernaski, que atuou como administrador apostólico antes da nomeação de dom Peruzzo, demonstrou gratidão pela nomeação do novo arcebispo, ocorrida em 7 de janeiro.

“Primeiramente podemos, como arquidiocese de Curitiba, dirigir a Deus a gratidão pelo Pastor que Deus nos enviou. Agradecemos todo o trabalho da Nunciatura em Brasília, que conduziu todo o processo, para que o papa Francisco pudesse nomear o pastor, que indica o amor de Deus por todo o povo desta arquidiocese. Depois, a gratidão se dirige a dom José Antônio Peruzzo, que aceitou generosamente a missão de servir a porção do Povo de Deus na arquidiocese de Curitiba”, disse.

Dom Rafael fez memória a dom Moacyr José Vitti, falecido em junho de 2014, pelo pastoreio e legado deixado, “sobretudo, ao colocar a arquidiocese no caminho da missão permanente, ‘A Alegria da Missão’”, comentou.

O arcebispo emérito da capital paranaense, dom Pedro Antônio Marchetti Fedalto, recordou os passos da formação e da missão de dom Antônio Peruzzo em sua acolhida. “É com esta saudação de fé, de ação de graças, de amor e alegria, dom José Antônio Peruzzo, que todos da arquidiocese de Curitiba o acolhem”, afirmou.

Sobre a missão à frente da arquidiocese, dom Peruzzo afirmou ser necessário cuidar da espiritualidade. “Tudo se é figura desafiador, se quisermos olhar para a magnitude dos desafios sim, mas se quiserem interpretar partindo da nobreza da missão, preciso cuidar da espiritualidade e havendo este tipo de intimidade, também a evangelização vai revelar desdobramentos muito auspiciosos e belas priorizações”, considera.

Com informações e fotografia da arquidiocese de Curitiba (PR).