Porto Alegre, 14 de Dezembro de 2017

Do Livro Caminho de Perfeição (C 40, 1-3)

 Bom Mestre nosso, dai-nos portanto algum remédio para vivermos sem muito sobressalto em guerra tão perigosa.

O remédio que podemos ter, filhas, e quem no-lo dá é Sua Majestade, é “amor e temor”. O amor nos fará apressar o passo; o temor nos levará a atentar onde pomos os pés, para não cairmos numa trilha tão pedregosa como é a desta vida. Desse modo, com certeza não seremos enganadas.

Dir-me-eis: como saberemos se temos essas duas virtudes tão grandes? E tereis razão em fazê-lo, pois sinal muito certo e determinado não há; porque, se possuíssemos indício de ter amor, ficaríamos seguros de que estamos em graça. Mas vede, irmãs, existem sinais que até os cegos enxergam. Eles não são secretos e, mesmo que não os desejeis entender, fazem muito ruído, destacando-se por não serem muitos os que os têm com perfeição. Amor e temor a Deus! É dizer pouco? São dois castelos fortes a partir dos quais se faz guerra ao mundo e aos demônios.

Aqueles que de fato amam a Deus amam tudo o que é bom, desejam tudo o que é bom, estimulam tudo o que é bom, louvam tudo o que é bom. Aos bons se unem sempre, favorecendo-os e defendendo-os; não amam senão a verdade e as coisas verdadeiramente dignas de amor.

Pensais que quem ama genuinamente a Deus possa amar vaidades? Não, tampouco podendo amar riquezas, coisas do mundo, deleites, honras, ou ter contendas ou invejas. Tudo porque não pretende senão contentar o Amado. Desejando ardentemente ser amado por Ele, empenha a vida em entender como agradá-Lo mais. Acaso pode esse amor esconder-se? Nunca, o amor a Deus — se de fato é amor — não pode ocultar-se. Senão, olhai um São Paulo, uma Santa Madalena. O primeiro percebeu, ao cabo de três dias, estar enfermo de amor; a segunda constatou-o já no primeiro dia, e quão bem o fez!

Pois o amor pode ser maior ou menor, revelando-se de acordo com a sua força. Se é pequeno, mostra-se pequeno; se grande, grande. Mas, pouco ou muito, quando existe, o amor a Deus sempre se revela.