Porto Alegre, 15 de Novembro de 2019

Elementos primordiais da vocação 

Conforme o parágrafo 9 das suas constituições compete ao leigo carmelita secular:

a) viver em obséquio de Jesus Cristo, apoiando-se na imitação e no patrocínio da Santíssima Virgem, cuja forma de vida constitui, para o Carmelo, um modelo de configuração com Cristo;

b) Buscar a "misteriosa união com Deus" pelo caminho da contemplação e da atividade apostólica, indissoluvelmente irmanadas, ao serviço da Igreja;

c) Dar uma importância particular à oração que, alimentada com a escuta da Palavra de Deus e com a liturgia, possa conduzir ao trato de amizade com Deus, não apenas quando se ora, senão quando se vive. Comprometer-se nesta vida de oração exige nutrir-se da fé, esperança e, sobretudo, da caridade, para viver na presença e no mistério de Deus vivo;

d) Penetrar de zelo apostólico a oração e a vida em um clima de comunidade humana e cristã;

e) Viver a abnegação evangélica a partir de uma perspectiva teologal;

f) Dar importância no compromisso evangelizador à pastoral da espiritualidade como colaboração peculiar da Ordem Secular, fiel à sua identidade carmelitano-teresiana."